Taccone - Vamos Cuidar da Sua Marca

Menu

Os Dilemas do Heroísmo.

Os Dilemas do Heroísmo.

O que houve com os nossos super heróis? Quem nasceu antes dos anos 2000 pôde notar o
quanto eles mudaram.
Antes, os heróis eram mais sérios. Símbolos de decência e muitos outroa clichês. E se
compararmos com um herói atual… Deadpool, por exemplo. Como é GRITANTE essa
comparação! É um personagem totalmente à vontade. Xinga, faz piadas pesadas. Muito, muito
longe daqueles antigos padrões de herói, e foi exatamente esse o segredo pra ele ter
conquistado tanto público. Um outro exemplo é o Luke Cage. Um rapaz que cresceu num
gueto americano, e ganhou super resistência. Ele é literalmente à prova de balas, e não está
preocupado com estereótipos. Luke não tenta, nem quer ser um herói com uma fantasia e
frases de efeito.

 

Todos esses, são anti-heróis: Quando um protagonista não possui as
características normalmente atribuídas aos heróis. Alguns deles, acabam ficando tão ou mais
famosos que os heróis de fato! Existem muitos deles: Jessica Jones, Luke Cage, Demolidor, Iron
Fist…Dê uma olhada depois!
Os heróis mudaram, porque o mundo ao redor deles mudou. Aquela visão romântica de “luta
do bem contra o mal” mudou com o tempo. Hoje, as pessoas querem ver heróis que sangram
de verdade. Que tem problemas. Que tem medos, e que assim como nós, não podem decidir o
destino do universo com uns meros socos.
Acredito que a transição para esse novo tipo de herói, se deu nos heróis adolescentes e
jovens.

 

A fórmula Superman, que agradava à velha geração com seu formato tradicional, sempre
justo e perfeito, começou a dar errado.
Deuses com capas vermelhas, pararam de nos interessar.
Quando o primeiro humano normal vestiu uma fantasia de morcego e passou a usar apenas
sua raiva e motivos pra combater o mal, algo começou a mudar no coração do público.
Após esse marco, começaram a aparecer heróis que cada vez mais se pareciam conosco. O
nerd da escola, que acidentalmente ganha a super percepção e poderes de uma aranha. O
menino negro de um bairro pobre, que numa briga de gangues em um galpão cheio de produtos
químicos, ganhou poderes de eletricidade e se chamou de Super Choque… Cada vez mais, os
heróis que vemos nas telas ou nas páginas se parecem com o que vemos no espelho.
Com certeza, é uma nova forma de se enxergar o heroísmo. Essa nova geração de jovens,
quer heróis que também possam ser em suas vidas normais. Todo mundo quer poder ser
herói sem precisar ser deus pra isso.

 

Esse foi mais um dos nossos artigos! Continue navegando em nosso site para ficar por dentro das nossas novidades e siga nossa página no Facebook e Instagram!

error: